Início Patologias Depressão Depressão: Perguntas mais frequentes

Depressão: Perguntas mais frequentes

601
0
COMPARTILHE
depressão

Dentro de 20 anos, a depressão será a doença mais comum entre a população, asseguram os especialistas!

Existem diferenças entre a tristeza e a depressão?

Tristeza é um sentimento comum a todos nós, a depressão é uma doença que só ocorre em algumas pessoas. Enquanto uma pessoa triste irá recuperar desse estado emocional, o deprimido é alguém que tem o humor depressivo, algo profundo e persistente. Há ainda outro sintoma, a incapacidade para sentir prazer.

E existem ainda mais, tais como as perturbações do sono, do apetite, perda de peso, sentimentos de culpa, entre outros.

O que faz com que esta doença seja cada vez mais comum?

O atual ritmo de vida das pessoas é cada vez mais acelerado. Quase todas as pessoas vêm televisão em excesso, deitam-se tarde e acordam cedo. Isto foge aos ritmos biológicos naturais. Tenta-se viver contra a natureza o que tem custos, nomeadamente enxaquecas, insónias e irritabilidade.

As pessoas tomam comprimidos para dormir e cafés para acordar.

Mas porque apenas algumas pessoas têm?

Nem todos estamos preparados para enfrentar os momentos difíceis da vida ou porque não nos ensinaram em criança. Porque a nossa auto-estima é pobre ou porque o estímulo é demasiado grandioso ou por falta de amparo em períodos críticos do desenvolvimento.

Qual a relação entre auto-estima e depressão?

A baixa auto-estima é uma dimensão fragilizadora que pode fazer com que uma pessoa se deprima mais facilmente e prejudicar a saída da depressão.

Há fatores hereditários na base da depressão?

Sim. Sabe-se hoje que existem certos neurotransmissores que nos quadros depressivos graves estão perturbados. Quando se prescrevem antidepressivos procuram-se corrigir os défices cerebrais para melhorar a sintomatologia. O problema é que se o raciocínio fosse tão linear a questão estava resolvida. Davam-se geralmente comprimidos e todas as pessoas melhoravam. Na prática, não é assim.

É possível preveni-la?

É possível prevenir algumas depressões. Agora trata-se de uma doença que existirá sempre, e que provavelmente irá existir sempre. É possível intervir sobre alguns dos fatores que poderão levar a uma depressão, nomeadamente familiares, sociais, profissionais ou de stress, entre outros.

É possível ultrapassar a doença só com a ajuda de um psicólogo?

Não. A depressão é uma doença e deve caber a um médico decidir sobre a relevância de uma psicoterapia.

Quais podem ser as consequências de uma depressão não tratada?

O suicídio. Mas há outras! A pessoa deixa de desempenhar atividades domésticas, falta ao trabalho. Também existem problemas de repercussão familiar. Há divórcios por causa das depressões, por incompreensão e há situações críticas de grande tensão familiar.

Acha que o artigo é interessante? Esperamos ter ajudado com algumas das questões mais frequentes deste assunto, no entanto, se quiser fazer o teste de depressao de Goldberg pode fazê-lo aqui. Este teste pode ajudá-lo a verificar se tem ou não sintomas de depressão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here