Início Cura Ser um terapeuta de Reiki

Ser um terapeuta de Reiki

848
0
COMPARTILHE
Reiki
Como se preparar para ser um terapeuta de Reiki

Muitos praticantes de Reiki sentem o apelo de ajudar o seu próximo, com a prática de Reiki

Desde o familiar, ao amigo, o colega de trabalho ou o conhecido praticarem reiki e com esta vontade, por vezes, surge uma irresistível mudança de direcção na vida profissional – o viver desta prática.
Nestes dias que correm, mais se pede por uma vida mais saudável, lenta, a fazer o que realmente se sente que é o apelo do coração. Iniciar este percurso levanta as questões…

Como começar?
Mas, estarei pronta?
E se algo corre mal?

Reiki é algo de fabuloso, que produz transformações em cada pessoa de forma diferente, é tão pessoal que cada pessoa o pratica de uma forma quase única – é o trabalho que a energia, com o íntimo que leva a tal.

Para começar, o praticante deve ter sempre o apoio do seu Mestre, para que o encaminhe nos passos a dar, na ética, no esclarecimento de dúvidas, no caso de precisarem de encontrar uma outra perspectiva para o trabalho que estão a fazer.

Será o Mestre a sugerir a partir de que nível o praticante deve iniciar a sua jornada profissional, no entanto, tendo um nível 3 levará a ter mais consciência das várias dimensões da pessoa e também de si próprio.

Reiki não é algo que se consigua medir, nem que se encaixa nas habituais convenções de ensino mas, por trás dos níveis existe um sentido – o despertar, a tranformação, a realização.
Outro aspecto importante é também a partilha com outros praticantes de Reiki e terapeutas, das vossas práticas, descobertas e dúvidas, será um processo enriquecedor para todos, não se fechem nas questões e nos saberes – partilhem.
Naturalmente que surge a questão “E se algo corre mal?” – em qualquer profissão encontramos essa questão, em qualquer situação algo pode correr mal, é por isso que precisamos de acompanhamento, partilha e muita prática dos Cinco Princípios de Reiki!

Como podem os princípios auxiliar?

Só por hoje – o estar aqui e agora, no momento presente, inteiramente dedicado;

Sou calmo – No momento do desafio, encontrar a serenidade, o espaço que permite lidar tranquilamente, de mente fria e enraizada, a situação;

Confio – Confio em mim mesmo, no Universo, ou seja, no todo que somos em conjunto, na conjugação de todas as coisas, aprendendo que muitas vezes os outros são espelhos de nós próprios ou outras perspectivas que ainda não apreendemos;

Sou grato – A gratidão por todas as coisas, boas e más, é um estar na vida com o coração leve. Sendo o coração o “motor do Reiki”, então é o trabalhar da aceitação e doação, a nós próprios e aos outros;

Trabalho honestamente – A honestidade com nós próprios, reconhecendo os limites e os saberes, compreendendo que todos somos um, todos queremos o mesmo, o ser honesto com a nossa dedicação e com as nossas necessidades, o cobrar justamente, o dar justamente;

Sou bondoso – Este princípio invoca o pilar principal do Reiki – o amor incondicional, a expressão necessária que o nosso coração deve ter para que a energia flua – dar, sem olhar a quem.

Esta bondade deve também estar voltada para nós próprios, perdoando os nossos erros e maus momentos, abraçando e aceitando o todo que somos.

Ser um terapeuta de Reiki, exige um grande conhecimento do Eu, do todo que somos, uma prática constante de Reiki, uma prática assertiva dos cinco princípios, manifestando o que somos, o que cremos.
Depois, há que perceber como cada um funciona.

Uns fazem reiki com toque, outros com as mãos ligeiramente afastadas, uns gostam de colocar incenso e música, outros nem por isso. Uns usam roupas brancas, outros roupas claras mas, todos têm algo em comum – praticam Reiki. Será esta prática contínua que os fará atingir a excelência em tudo o que fazem.

Algumas escolas e associações têm cursos preparatórios para o efeito, tocando nos aspectos de atendimento, de práticas e conceitos, algo que pode ser interessante para adquirir como competências mas, o praticante, futuro terapeuta, nunca se poderá esquecer que, acima de tudo, deve estar o seu Crescimento Interior.

Pratiquem, sem medo, sejam acompanhados, peçam e cumpram, realizem tudo o que aprenderam e vivenciaram.

Quando viverem unicamente do Reiki, nunca se esqueçam de doar sempre a quem precisa.

FONTEassociacaoportuguesadereiki
COMPARTILHE
Artigo anteriorMindful Eating
Próximo artigoComo perder 2Kg a correr
Escritor e ansioso, 10 anos a lidar com psicologia na área da ansiedade e do trauma, experiência em perceber os problemas de quem tem a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here